Neeo Odontologia

Dispositivo Interoclusal

O que é ? Quais as suas indicações?  Como usar?

O dispositivo interoclusal, também chamado, principalmente pelos dentistas, de placa de mordida, placa de bruxismo, ou erroneamente de placa miorrelaxante, nada mais é do que uma órtese (apoio ou dispositivo externo aplicado ao corpo para modificar os aspectos funcionais ou estruturais do sistema neuro musculoesquelético para obtenção de alguma vantagem mecânica ou ortopédica) utilizada sobre a arcada dentária superior ou inferior, no intuito de se controlar os efeitos deletérios para os dentes, decorrentes do bruxismo.

O bruxismo é uma condição de etiologia ainda não totalmente esclarecida, na qual o seu portador adquire o hábito de apertar e/ ou ranger os dentes.Para fins de diagnóstico e tratamento, divide-se em bruxismo em vigília (acontece quando o paciente está acordado), e em bruxismo do sono (acontece quando o paciente está dormindo). Não existe tratamento definitivo para o bruxismo, existe somente o controle dos seus sinais e sintomas.

Clinicamente, percebe-se que alguns pacientes portadores de bruxismo apresentam um desgaste acentuado dos dentes, muitas vezes tendo todos os dentes nivelados e encurtados. É nesses casos que o dispositivo interoclusal está indicado. Ele não cura o bruxismo, mas protege os dentes de sofrerem um desgaste excessivo.

O dispositivo interoclusal deve ser confeccionado em acrílico, com a superfície lisa, e deve permitir o contato de todos os dentes das arcadas superior e inferior simultaneamente.A indicação do tempo de uso e em qual horário do dia o portador deverá fazer uso do dispositivo varia bastante, dependendo do tipo e da severidade do bruxismo de cada indivíduo.

Portanto, não existem dispositivos interoclusais pré- -fabricados, o tratamento é individualizado, sendo o dispositivo confeccionado especificamente para cada paciente. Infelizmente, muitos dentistas não possuem habilidades e conhecimentos específicos para identificar o bruxismo em seus pacientes e, muitas vezes, confundem sinais e sintomas de DTM (disfunção temporomandibular), com os do bruxismo.

É importante que os pacientes saibam que são duas entidades completamente diferentes, com tratamentos diferentes.Existem evidências científicas de que o bruxismo pode ser um fator desencadeante da DTM, porém não sozinho, ou seja, são necessários outros fatores para que a DTM aconteça.

Atualmente, muitos dentistas ainda indicam dispositivos interoclusais para pacientes com sintomas de DTM, chamando-os de placa miorrelaxante. Não existe evidência científica que comprove que os dispositivos interoclusais promovam relaxamento dos músculos envolvidos na mastigação. Outro erro bastante comum é a indicação, por parte dos dentistas, de dispositivos interoclusais confeccionados em silicone. Também não existe evidência científica de que eles tenham alguma vantagem sobre os confeccionados em acrílico.

Finalizando, os dispositivos interoclusais são benéficos aos pacientes portadores de bruxismo, porém têm a sua indicação restrita a esses pacientes. Erros de diagnóstico infelizmente ainda são muito comuns, o que pode fazer com que pacientes o utilizem sem necessidade, causando prejuízos financeiros e à saúde dos mesmos. Portanto, a consulta com um profissional treinado em DTM e Dores Orofaciais é de suma importância para um bom manejo das queixas dos pacientes.